Mestre dos Vigaristas – Playtests, Novidades e 2ª fase do #FVM2013

PromoMV

Ola pessoal

Passada a primeira fase do Concurso Faça Você Mesmo de Criação de Jogos da Secular Games, nosso jogo canalha de Contar Histórias avançou para 2º fase. Dos 45 jogos, tivemos 22 selecionados que agora serão avaliados em detalhes, e o chefe dos pilantras está no último grupo (para nossa ansiedade) que sai no dia 22/4, praticamente um mês inteiro para roer unhas! 🙂

Entrementes ao resultado rolaram alguns playtests do jogo feito por nós e por uma galera do blog Caiu 20.

No nosso playtest identificamos algumas falhas de continuidade no jogo e surgiu a sugestão de criar cartas que serviriam para agilizar o jogo, colocando Bravatas, Pertences e Insultos para que os jogadores apenas escolhessem o que fariam. Fizemos inclusive um protótipo dessa ideia:

Pareceu uma solução bem interessante até eu ler o Playtest do pessoal do Caiu 20 em especial esse trecho (cliquem no texto para ler o playtest completo)

Como era a primeira partida da maioria dos jogadores (apenas eu e mais um havíamos jogado antes) retiramos uma regra na primeira rodada: quem contar a história de maneira inconsistente, se perder ou começar a gaguejar pode ser vaiado e perde um ponto de reputação. Uma das partes mais divertidas foi a criação dos personagens. O grupo deu uma olhada nas bravatas, pertences e insultos prontos e preferiram inventar a maioria, e a coisa ficou interessante na parte dos insultos: quem os escolhe não é o jogador que cria o personagem, mas cada jogador escolhe para os adversários, tentando dificultar o trabalho do colega. O meu personagem, Alaric III, o autointitulado bardo mais talentoso do continente, recebeu insultos como “tem medo de palco” e “a voz mais desafinada”, enquanto outros receberam “mais burro que uma porta” ou “mais fedido que o banheiro da pior taverna”. Terminados os personagens, escolhemos as perguntas e locais, que são sorteados na vez de cada jogador contar sua história e funcionam como uma base para ela.

Isso me fez pensar que talvez as cartas não sejam um recurso tão interessante assim pois seriam bastante limitadoras. Há também a opção de incluir os dois modos de jogo, um para um jogo rápido usando as cartas e outro onde os personagens são incentivados a criar suas Bravatas, Insultos e Pertences.

E vocês o que acham?

Agradecemos qualquer ideia para melhorar esse singelo joguinho de vigaristas! 🙂

Anúncios

4 pensamentos sobre “Mestre dos Vigaristas – Playtests, Novidades e 2ª fase do #FVM2013

  1. Eu acho legal o uso das cartas, como já comentei, pela praticidade. A preparação do jogo vai ficar muito mais rápida.

    Porém noto um problema no protótipo que cada carta de Bravata, Pertence e/ou Insulto vai remover uma Pergunta ou Local dos disponíveis.
    Claro que isso seria remediado ao haver bastante cartas disponíveis, além de que cada Bravata, Pertence ou insulto utilizado pode voltar a compor a lista de Perguntas e Locais.

  2. Gostei da ideia do Eduardo Caetano, seria legal adicionar cards customizáveis além dos cards prontos. Além de não limitar a criatividade, um material para ser manuseado é sempre interessante.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s