Playtest “O Jogo ou As Crônicas Pérfidas de Rickart Wick” no Laboratório de Jogos

Sem Título-1

Olá Pessoal

Desta vez vamos falar de um velho conhecido, o Vice Campeão do Concurso Faça Você Mesmo da Secular Games de 2012, mas conhecido como “O Jogo”. Este foi o primeiro jogo que desenvolvi que tornei público e foi através do concurso que conheci o cenário nacional de Game Design.

De lá pra cá foram inúmeros playtests com as regras originais, tentando alcançar uma Experiência de Rancor, Drama e Culpa com os personagens. Infelizmente (ou felizmente, dependendo do ponto de vista) não obtive sucesso em emular essa experiência com oi sistema original.

No entanto, quanto tomei conhecimento da Apocalypse Engine, do jogo Apocalypse World de Vincent Baker, percebi que tinha naquele conjunto de mecânicas, os elementos que precisava. Isso posto, acabei por dar uma reviravolta no desenvolvimento e recriando “O Jogo” com um Hack de Apocalypse/Dungeon World e que explico a seguir.

Os Cumpridores de Apostas.

Em “O Jogo”, os jogadores assumirão o papel de “cumpridores de apostas” a serviço de nobres de moral extremamente duvidosa. Na falta de outras atividades cruéis, estes Nobres Renascentistas, começaram a fazer apostas em um jogo vil, onde o que mais interessa a eles é corromper as virtudes de seus lacaios cumpridores.

Os cumpridores são forçados a trabalhar para os Nobres por suas dívidas acumulando moedas para pagá-la, enquanto tentam proteger os seus Legados, ou seja, aquilo que eles amam.

Os Cumpridores escolhem seus Portes no início, que definem a forma como eles se comportam no mundo. Não determinam sua profissão ou habilidade, mas sim a forma com que resolvem seus problemas. Ao todo existem 6 portes diferentes:

Sedutor: Um sedutor utiliza as pessoas como armas. É capaz de convencer mesmo o mais resoluto a lhe dar uma chance ou na verdade das suas palavras.

Colérico: Você resolve seus problemas pela força. Não nada no mundo que você não acredite que possa torcer a seu favor com seus próprios punhos.

Sábio: O Conhecimento é seu maior aliado. Aquilo que você sabe é o suficiente para fazer seus inimigos sangrarem.

Engenhoso: Seus estratagemas e equipamentos são perfeitos. Tudo que está a sua volta pode se tornar uma ferramenta par seus propósitos.

Político: Sua rede de contatos e aliados é poderosa. Você usa a todos que conhece para atingir os seus objetivos.

Místico: Sua força provém daquilo que está além da compreensão, de forças sobrenaturais e de poderes pérfidos.

Em “O Jogo” você não acumula experiência e nem evolui seu personagem, mas sim eleva seu Rancor sempre que é obrigado a agir contra suas virtudes ou por em perigo aquilo que ama. Ao elevar o rancor, o cumpridor tem acesso a movimentos poderosos e cruéis que aproximam ele ainda mais de sua “última decadência“, que significa que ele acumulou 10 níveis de rancor e sucumbiu. O Nobre terá conseguido seu mais pérfido prazer.

Para conhecer um pouco do que vai rolar no playtest clique na imagem abaixo e conheça uma das fichas de personagem que usaremos no playtest durante o Lab Jogos.

Quer jogar conosco? Compareça ao Lab Jogos em Belo Horizonte! Clique aqui e fique sabendo de todas as informações! 😀

Tri Fold Brochure MockUp

Anúncios

3 pensamentos sobre “Playtest “O Jogo ou As Crônicas Pérfidas de Rickart Wick” no Laboratório de Jogos

  1. Pingback: Malas Prontas para o Laboratório de Jogos 2014 | ZeoKang Studio | Game Design

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s